quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Existência Tóxica Inez Lemos- Psicanalista- Estados de Minas



Jovens, cada vez mais fissurados, se isolam em jogos virtuais: o vínculo com o objeto se transforma em dependência e sentido da vida (Frederic J. Brow)

Como prevenir para que os filhos resistam às adicções – drogas, álcool, internet? A pergunta de uma mãe expõe o dilema que muitas vivem. Iniciamos pelas substâncias tóxicas. Como elas entram na vida dos jovens? É possível identificá-las como um aditivo narcísico, um ponto de apoio, um suporte. Elas chegam, muitas vezes, amparando uma crise de insegurança. Desconfiança, medo, incerteza. O mundo está cada vez mais inseguro e as profissões cada vez mais fragmentadas. Amigos, amores? Quem são? Festas ou baladas regadas a remédios controlados? Nas casas noturnas consome-se, como estimulante, Ritalina – medicação indicada no tratamento do chamado “déficit de atenção”. O ato aponta gozo em transformar o lícito em ilícito.